Quando é o melhor momento para iniciar a aprendizagem em inglês?

blog de OMO - A idade certa para aprender novos idiomas

Curta nossa página: https://www.facebook.com/bilingualeducationactivities

Faça a leitura até o final, pois colocamos muitos pesquisadores.

Autora: Michele Canola Rojas


Para Calvet (2002, p 27) o plurilinguismo faz com que as línguas estejam em contato. O ambiente ideal para que uma criança aprenda a falar um novo idioma é um local em que esse novo idioma está em uso constante. Esse local de aquisição pode ser numa comunidade que ofereça à criança bilíngue uma oportunidade enriquecedora em todos os momentos.

Os pesquisadores não chegaram a uma idade limite para iniciar a aprendizagem, mas colocaremos aqui que outros pesquisadores dizem sobre aprender a falar inglês na infância.

Para iniciar a aprendizagem de inglês é “ideal” que seja cedo, mas não podemos esquecer  que mesmo depois de qualquer idade após a infância pode ocorrer que a pessoa se torne fluente e com uma vasta gama de vocabulário. Não há uma idade exata para o início, não obstante, sabemos que iniciando de nascimento até os quatro anos, a criança terá vantagens quanto à forma de pronunciar certas palavras, dado que a criança é uma esponja que suga informações.

Considerando tais colocações é necessário levar em conta também que qualquer idade é idade para aprendizagem como King e Mackey[1] (2007, pg. 55) informa:

“… é verdade que quando crianças aprendem a segunda língua na primeira infância, elas sempre acabam tendo um sotaque melhor do que crianças que aprenderam a língua no Ensino Médio ou na faculdade, crianças menores não tem uma vantagem sobre as crianças mais velhas em todos os aspectos.”

Entendemos que a infância talvez seja o melhor momento para aprendizagem da segunda língua, porém crianças da educação infantil (3 a 5 anos de idade) não têm mais vantagens, no que diz respeito ao aprendizado da língua. Ao observar uma criança em processo de aquisição da linguagem, percebemos de que maneira ela lida com a segunda língua e de que forma que ela aprende. Esse processo deve ser feito com muita criatividade, espontaneidade e criativo. Logo, a criança cresce e ao mesmo tempo fala outro idioma.

Colocaremos ainda que pesquisadores não chegaram a um consenso sobre esse assunto.

Depois dos dez anos de idade pesquisadores dizem que é mais “difícil” adquirir o segundo idioma uma vez que esta criança já fala sua língua materna. Nas escolas de inglês percebemos esta dificuldade. A criança leva mais tempo para aprender, mas não deixa de aprender. Contudo, o processo de aprendizado é diferenciado. KUHL apud Cunha (207, p. 22) afirma que:

“O mapa perceptivo do primeiro tolhe de aprendizado do segundo porque os circuitos já estão estabelecidos para a língua materna e os neurônios que sobram já perderam a habilidade de formar novas conexões.”

Partindo deste conceito, entendemos que é melhor que a criança aprenda o segundo idioma juntamente com o primeiro, e ela se torna equivalente competente na primeira e na segunda língua fazendo esta criança se tornar bilíngue.

King e Mackey (2007, pg. 55) ressaltam um fato bem importante que os pais podem vir a enfrentar dificuldades diferentes com crianças de idades diferentes. Se pais se deparam com esse fator, professores também irão se deparar com essa mesma circunstância, dado que as escolas recebem alunos de todas as idades. Muitos alunos começam desde pequenos, alguns adentram na educação bilíngue a partir da educação fundamental de 1º ano a 5º ano.

Quando uma criança começa a ir à escola ou cresce convivendo com duas línguas desde pequeno, de uma forma natural, eficiente e duradouro ele adquire a nova língua. Segundo professores de uma escola bilíngue ou multilíngue, na forma natural a criança é naturalmente curiosa e motivada, adaptando-se facilmente às novas situações; além disso, o ambiente de imersão oferece estímulos psicológicos e sociais que possibilitam que a aquisição do novo idioma aconteça com desenvoltura, da mesma forma que a aquisição da língua-mãe. A interação no o ambiente bilíngue ocorre sem esforço, medo de errar ou cobrança de resultados, por meio de atividades de rotina, pedagógicas e brincadeiras, promovendo segurança crescente.

Já na forma eficiente, a velocidade do aprendizado e a qualidade da produção na segunda língua é infinitamente superior quando adquirida na infância do que quando adquirida na fase adulta, no que diz respeito não só à fluência da fala, mas especialmente no que se refere à pronúncia das palavras. Por estar com o aparelho fonador em formação, a criança possui uma capacidade auditiva maior e melhor que o adulto, estando aberta à assimilação e pronúncia de vários sons.

Agora na forma duradoura, pelas características fisiológicas e neurológicas do desenvolvimento infantil, a informação fica incorporada definitivamente à memória, como um acervo de conhecimento que poderá ser acessado a qualquer momento.

Acredita-se que qualquer parte da infância é hora para iniciar o ensino da nova língua. Nada melhor que um cérebro que foi comparado com uma espoja por King e Mackey, recebendo todas estas informações, todo esse vocabulário.  Qualquer idade é tempo de falar um idioma, mas crianças têm algumas vantagens, porque para cada faixa etária o trabalho é feito de um modo diferente.


 

Referências

SPOLSKY, Bernard. Sociolinguistics. 5ª Edição. Oxford: Oxford University Press, primeira publicação 1998, 5ª Edição, 2004.

CUNHA, Helena Borges. Languages of the heart: Uma nova Perspectiva para a Educação e Aquisição de Idiomas. Edição única. São Paulo: Editora All Print, 2007, p. 78

CALVET, Louis-Jean. SOCIOLINGUÍSTICA: uma introdução crítica: 2ª Edição. São Paulo: Parábola Editorial, 2002, 160 p. Tradução de: La sociolinguistique.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s